Chá de Hibisco – O Melhor Amigo do Emagrecimento

Quem pensa em emagrecer com saúde precisa prestar atenção nessa planta. Mas pelos motivos certos
hibisco

Uma das principais causas do ganho de peso involuntário é a Ansiedade. Por isso que muitas pessoas que tratam a ansiedade acabam emagrecendo.

Porém, se você estiver acima do peso e isso for algo que te incomoda, o Hibisco, especificamente o chá de hibisco, pode ser seu grande aliado para reduzir algumas medidas no guarda roupas.

Hibisco – Muito mais que um Chá Vermelho

O hibisco é uma planta que é bastante comum de ser encontrada pelos jardins, ela tem uma flor que a cor varia entre rosa e vermelho e há alguns anos o seu chá passou a ser muito difundido para pessoas que querem perder peso.

A fama do hibisco é porque ele é conhecido como um diurético que ajudaria a emagrecer, porém não é por esta razão que essa planta pode contribuir com a perda de peso e também este não é o seu único benefício.

Mas será que que este chá realmente ajuda a emagrecer, quais são os outros benefícios do hibisco para a saúde? Todos podem tomar este chá? Existem efeitos colaterais?

Neste artigo estaremos respondendo a todas estas perguntas, por isso continue a leitura! 

Curiosidades sobre o hibisco

Não se sabe ao certo qual a origem do hibisco, cujo o nome científico é Hibiscus Rosa Sinensis, porém acredita-se que esta planta apareceu primeiramente nas regiões da Ásia Tropical, África Oriental e Havaí.

Depois de um certo período chegou em países da Europa, mas lá não foi muito bem aceito no início, porém devido ao seu sabor, aroma e aos benefícios terapêuticos, não demorou muito para que caísse no gosto dos europeus.

Aqui no Brasil, o hibisco foi trazido pelos escravos e foi ficando cada vez mais consumido pelos habitantes do nosso país daquela época.

O hibisco é uma planta que se adequa melhor em clima tropical e subtropical, pois ela tem preferência pelo clima quente, ela é conhecida também por azedinha, vinagreira, flor-da-Jamaica, mimo-de-vênus, açucena, rosa-de-saron, quiabo-azedo, etc.

Veja também:

Chá de Abacaxi para que serve?
Chá de Erva Mate – Benefícios e Malefícios

Propriedades do hibisco que justificam sua fama

O hibisco é rico em antocianina e quercetina,  antioxidantes que pertencem a classe dos bioflavonoides (também são antioxidantes) que são responsáveis por dar as cores às frutas, verduras e legumes.

Os bioflavonoides são muito ativos biologicamente em nosso organismo, pois eles trabalham como sinalizadores para nossas células e agem como anticarcinogênico, anti-inflamatório, antialérgico, nos defendem contra bactérias e outros microorganismos, evitam a formação de trombose, evitam a diabetes e protegem nossos neurônios.

Benefícios do hibisco

benefícios do hibisco

Os povos mais antigos já utilizavam o hibisco como uma alternativa para melhorar algumas condições da saúde, mesmo sem terem o respaldo científico de hoje.

A parte do hibisco que tem a maior quantidade dos bioflavonoides é o cálice do botão da flor de uma variedade diferente daquela que vemos nos jardins, é a espécie Hibiscus sadariffa e esta é mais facilmente encontrada na forma seca em lojas de produtos naturais, ou em cápsulas, por isso não adianta pegar aquela flor de hibisco que nasce nos quintais e fazer o chá, pois pode não ser a variedade específica para trazer os benefícios.

Estes benefícios são:

  • Controle do colesterol e triglicérides: os bioflavonoides ajudam a diminuir os níveis do LDL-colesterol( colesterol ruim) e aumentar o HDL- colesterol (colesterol bom), também regula a taxa dos triglicérides.
  • Aumenta a diurese: o hibisco tem ação diurética, aumentando a excreção de urina e ainda é bloqueador do hormônio aldosterona, cuja sua função é a reabsorção da água e do sódio, causando inchaço.
  • Ajuda a diminuir a pressão arterial: devido ao seu efeito diurético, além de estudos indicarem que os bioflavonoides têm ação sobre a enzima  conversora da angiotensina, que controla a pressão arterial.
  • Anticancerígeno: os antioxidantes evitam danos no DNA de nossas células.
  • Ajuda na perda de peso: as antocianinas reduzem a produção de células de gordura, o chá de hibisco também tem ação bloqueando a enzima que transforma o amido em glicose(açúcar).
  • Auxilia no trânsito intestinal e a digestão: as substâncias ativas do hibisco estimulam o funcionamento do intestino e favorece a eliminação das fezes, sendo assim facilita o processo de digestão.
  • Combate o envelhecimento precoce: os antioxidantes protegem nossas células contra a oxidação, evitando assim que elas envelheçam, preservando a nossa pele dos sinais de envelhecimento.
  • Melhora no sistema imunológico: os antioxidantes presentes no hibisco previnem e nos protegem de infecções e de doenças neurodegenerativas.
  • Evita o diabetes: os bioflavonoides ajudam a controlar a glicose.
  • Previne a sindrome metabólica: os antioxidantes evitam esta sindrome que é quando há um quadro com diabetes, hipertensão e hipercolesterolemia.
  • Protege o fígado: os antioxidantes presentes no hibisco têm função hepatoprotetora.
  • Alivia cólicas menstruais: estabiliza os hormônios e ajuda a controlar o fluxo menstrual.
  • Antidepressivo e ansiolítico: os antioxidantes presentes ajudam a relaxar e a melhorar a sensação de bem-estar, porque reduzem a produção do cortisol e favorecem a produção da serotonina, o hormônio do bem-estar.

Efeitos colaterais e contraindicações

O chá de hibisco pode favorecer a queda da pressão arterial, portanto pessoas que tenham já a pressão baixa ou que tomem medicamentos para controlar a pressão, devem consultar o médico antes de começar a consumir.

O hibisco interfere na produção de estrogênio, por isso pode causar infertilidade e também não deve ser consumido por mulheres grávidas, pois estudos indicaram que o hibisco tem ação mutagênica, podendo causar mutação genética nos fetos.

Qualquer planta, erva ou chá pode ter contraindicações, por isso é sempre indicado procurar a orientação de um médico ou nutricionista.

O que a ciência diz

Em 2008, a Associação Americana de Saúde publicou um relatório onde foi divulgado que estudos realizados comprovaram que o chá de hibisco favoreceu a redução da pressão arterial em indivíduos com pré-hipertensão( 120 a 129 X 80  a89) e tem ação leve em pessoas adultas hipertensas ( acima de 130 X80).

Outro estudo americano também indicou que o chá de hibisco reduz o risco de doenças cardiovasculares em pessoas hipertensas.

Foi realizado nos Estados Unidos, um estudo com pacientes com diabetes tipo II que sugeriu que o chá de hibisco ajudou a reduzir o LDL- colesterol e também os triglicérides destes indivíduos.

Em Taiwan um estudo indicou que os bioflavonoides presentes no hibisco foram capazes  de atrasar o crescimento de células cancerígenas, ou seja aconteceu o processo de apoptose que é a morte programada destas células malignas.

Em relação a perda de peso com o consumo do chá de hibisco, foi observado em um estudo que o hibisco tem capacidade de diminuir a produção de células adiposas( células de gordura), isso quer dizer que evita as células pré-adipócitas de entrarem em processo de maturação e se transformarem em adipócitos (célula de gordura madura) e os pesquisadores acreditam que a antocianina e a quercetina podem ser as responsáveis por esta ação.

Como podemos observar nestes estudos, há evidências de que o chá de hibisco tem vários benefícios significantes além do emagrecimento.

Receitas de chás e sucos de hibisco

chá de hibisco

Suchá de morango com hibisco

Ingredientes

1 colher (sopa) de hibisco;

4 morangos;

2 folhas de hortelã

250 ml de água

Gelo

Preparo

Em uma panela coloque a água para ferver e desligue o fogo, coloque o hibisco e tampe por 5 minutos, coe e espere esfriar. Leve ao liquidificado e e bata com a hortelã e os morangos, coloque o gelo e beba.

Chá de hibisco com gengibre e limão

Ingredientes

1 colher de sopa  de hibisco;

1 pedaço de gengibre;

1/2 limão

250 ml de água

Modo de preparo:

Leve a água com o gengibre ao fogo e deixe ferver por 5 a 6 minutos. Desligue o fogo e adicione o hibisco, tampe por 5 minutos, coe e espere amornar. Esprema o limão e beba.

Chá de hibisco com canela

1 colher (sopa) de hibisco;

Canela em pau

Preparo

Leva ao fogo para ferver a água, desligue, adicione o hibisco e a canela. Tampe por 5 minutos, coe, espere ficar morno e beba.

Picolé de iogurte e chá de hibisco

Ingredientes

1 pote de iogurte natural 

2 xícaras de chá da fruta vermelha que quiser( morango, amora, framboesa, etc)

150 ml de chá de hibisco já preparado

Mel ou açúcar demerara

1 colher de sopa de semente de chia

Preparo

Faça o chá de hibisco em água quente, sem deixar ferver. Em uma panela coloque o chá e as frutas vermelhas para cozinhar, deixe ferver até engrossar. Desligue o fogo e reserve,  misture com chia. Coloque o iogurte nessa calda e misture bem. Coloque a mistura em forminhas de picolé ou de gelo,  coloque os pauzinhos e leve ao freezer por 4 horas.

Chá de Hibisco com Maçã e Especiarias

Ingredientes

1 litro de água

2 e 1/2 colheres de sopa de hibisco desidratado

1 maçã em rodelas sem sementes, mas com casca

1 anis estrelado(opcional)

1 pau de canela médio/grande

10 cravos

 Preparo

Leve ao fogo a água com a maçã, o cravo, o anis e a canela, ao levantar fervura, adicione o hibisco e espere ferver de 3 a 5 minutos no máximo. Desligue o fogo e tampe por uns 2 minutos, coe e adoce a gosto, beba.

Chá de hibisco com erva-cidreira

Ingredientes

1/2 xícara de chá de flor de hibisco seca

⅓ de xícara de chá de folhas de erva-cidreira frescas

2 litros de água

2 laranjas

¼ de xícara de chá de açúcar

Gelo a gosto

Preparo

Leve ao fogo alto uma panela média com a água, espere ferver e adicione o hibisco, a erva cidreira e o açúcar e mexa para misturar bem. Desligue o fogo e deixe tampado em infusão por 10 minutos, coloque o chá em uma jarra e espere esfriar, coloque na geladeira e deixe umas duas horas. Antes de servir corte as laranjas em fatias finas, tire as sementes, mas deixe a casca e reserve. Coe o chá e leve de volta para a jarra, coloque gelo e as rodelas de laranja e sirva.

Conclusão – Chá de Hibisco Emagrece e Aumenta a Imunidade

Vamos ao nosso clássico resumo.

O hibisco é uma flor que cresce facilmente nos jardins, mas não serve apenas como planta ornamental, porque sua flor comestível  é rica em importantes compostos para a saúde que podem ajudar a melhorar e prevenir várias doenças, porém sua maior fama é em relação a perda de peso.

Acredita-se que o efeito do chá de hibisco no emagrecimento acontece devido as antocianinas e quercetinas que agem evitando que se formem células de gordura e também reduzem a transformação do amido em glicose, que é um dos fatores do ganho de peso.

O hibisco é rico em bioflavonoides, que são antioxidantes capazes de proteger nossas células contra a oxidação, evitando o envelhecimento e prevenindo doenças.

Estes antioxidantes são alvo de pesquisas e a ciência já tem alguns resultados satisfatórios sobre o efeito destes componentes para:

  • proteção de doenças cardiovasculares,
  • melhora da diabetes e prevenção da síndrome metabólica,
  • prevenção ou melhora da hipertensão,
  • prevenção e combate a alguns tipos de tumores malignos,
  • prevenção e combate a doenças neurodegenerativas como Alzheimer e Parkinson.

Devido ao efeito diurético, o hibisco ajuda a eliminar líquidos e desinchar e apesar de ser um efeito benéfico, pode causar hipotensão (queda da pressão arterial), por isso existem algumas contraindicações para pessoas que já tenham a pressão arterial baixa e para pessoas hipertensas que tomam medicamentos porque a pressão pode ter uma queda drástica.

O hibisco é também contraindicado para mulheres grávidas porque ele interfere na produção do estrogênio e pode também ter risco de causar infertilidade para mulheres que desejam engravidar, mas todos precisam tomar cuidado e não exagerar no consumo dos chás, sucos e outros tipos de preparações com o hibisco, pois qualquer exagero é prejudicial.

É sempre aconselhável buscar orientação de um profissional de saúde para receber a indicação adequada da dosagem de qualquer produto ou chá, porque o exagero pode trazer riscos de toxicidade.

Bibliografia 

DI STASI, L. C.; HIRUMA-LIMA, C. A. Plantas medicinais na Amazônia e na Mata Atlântica. 2. ed. rev. e ampl. São Paulo: Editora UNESP, 2002. p. 205-224. 

GIUSTI, M. M.; WROLSTAD, R. E. Anthocyanins: characterization and measurement with UV-Visible spectroscopy. In: WROLSTAD, R. E. (Ed.). Current protocols in food analytical chemistry. New York: John Wiley & Sons, 2001. Unit. F1.2.1-13.. http:// dx.doi.org/10.1002/0471142913.faf0102s00. 

ROSA, E. S. Características nutricionais e fitoquímicas em diferentes preparações e apresentações de Hibiscus sabdariffa L. (hibisco, vinagreira, rosela, quiabo-de-angola, caruru-daguiné) Malvaceae. 2013. 45 f. Monografia (Bacharelado em Nutrição)-Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2013.